SOS INFORMATICA
Geral

Frio aumenta e 75 cidades gaúchas têm temperaturas abaixo de zero

Termômetros registram -7,2°C em Vacaria

30/07/2021 15h50
Por: Redação
Fonte: EBC
© Marcelo Camargo/Agência Brasil
© Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Rio Grande do Sul teve hoje (30) o amanhecer mais frio do ano. Ao todo, 75 cidades do estado registraram no início do dia mínimas abaixo de zero. A menor temperatura ocorreu em Vacaria, -7,2°C. Cidades como Canela (-4,8°C), Gramado e Caxias do Sul, ambas com -2°C, também tiveram temperaturas baixas pela manhã.

As informações são da empresa MetSul Meteorologia, com base em dados de estações meteorológicas do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e de particulares. 

A MetSul, no entanto, explicou que o número de municípios enfrentando frio intenso tende a ser maior. “Como são mínimas apenas de localidades que possuem estações [meteorológicas], é certo que a grande maioria dos 497 municípios do estado amanheceu hoje com marcas abaixo de zero”, acrescentou a empresa.

Segundo o Inmet, 52 estações meteorológicas em toda região sul acusaram temperaturas negativas no dia de ontem (29). No mesmo dia, as menores temperaturas na região foram em Bom Jardim da Serra (SC) -8,6°C; São Joaquim (SC) -5,3°C; Vacaria (RS) -4°C; e Inácio Martins (PR) -4°C. A estimativa do Inmet é que a massa de ar frio comece a deixar o país a partir de domingo (1º).

O frio intenso trouxe neve para algumas cidades do sul do país. Mas, além de paisagens bonitas e baixas temperaturas, o frio traz alguns perigos. Moradores de rua, crianças e idosos são os que mais sofrem com as baixas temperaturas. Hipotermia e baixa umidade são alguns desses perigos. Quem tiver qualquer dúvida ou emergência, deve ligar para a Defesa Civil da sua cidade.

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias