SOS INFORMATICA
Mato Grosso do Sul

Servidores da Agepen destacam planejamento estratégico e aperfeiçoamento profissional ao concluírem 8ª edição do CAVE

Habilidades, motivação e preparação técnica são qualidades enfatizadas por servidores penitenciários que concluíram mais uma turma do Curso de Arma...

17/07/2021 12h15
Por: Redação
Fonte: Secom Mato Grosso do Sul
Divulgação
Divulgação

Habilidades, motivação e preparação técnica são qualidades enfatizadas por servidores penitenciários que concluíram mais uma turma do Curso de Armamento e Tiro, Vigilância e Escolta (CAVE). Nesta oitava edição, 47 profissionais da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) foram qualificados.

“É um curso de excelência profissional, de fácil assimilação e que deve fazer parte das capacitações iniciais dos servidores de carreira”, propõe o agente Creone da Conceição Batista, concluinte do curso.

Atuando como diretor da Casa do Albergado, na capital, Creone destaca a eficiência e competência de toda a equipe de instrutores, bem como, a organização e planejamento do curso. “No meio em que atuamos, é extremamente importante o aprendizado de procedimentos de segurança em situações de rotina e em momentos de crise”, afirma.

Já para a servidora Marli de Souza Guerino, o aperfeiçoamento constante faz parte de sua meta profissional.

“Já realizei diversas capacitações operacionais e essa busca constante por conhecimento é fundamental”, afirmou, parabenizando a todos os envolvidos no curso.

Durante cinco dias intensos de treinamento, totalizando carga horária de 40 horas aula, foram abordadas técnicas de algemação, manuseio de armas de fogo, escolta a pé e embarcado, vigilância de muralhas e torres, guarda interna e externa, abordagem policial, como se portar em serviço, entre outros temas.

Responsável pela organização do curso, a Escola Penitenciária (Espen) acompanha o desenvolvimento de cada etapa das instruções, desde as aulas teóricas até os treinamentos práticos, seguindo todas as legislações vigentes inerentes à carreira penitenciária e à execução penal.

As instruções contam com apoio de integrantes do Comando de Operações Penitenciárias (COPE), além de parceria com o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), por meio da Penitenciária Federal de Campo Grande.

A diretora do presídio feminino de regime semiaberto e aberto de Campo Grande, Cleide Santos do Nascimento Freitas, também participou da capacitação e citou que as instruções sobre o manuseio de arma de fogo com segurança foi o ponto que mais a marcou durante as aulas.

“Esse cuidado e a responsabilidade em portar uma arma de fogo, sabendo usá-la no momento e com a motivação certa é muito importante. É um curso excelente e com instrutores capacitados, além de ser relevante para a carreira, haja vista as novas funções”, complementa.

Adepta a frequentes qualificações, Cleide cita que já participou de inúmeros cursos, também promovidos pela Espen, como Defesa Pessoal Feminina, Imobilização, além de cursos na área de Inteligência onde foram introduzidas noções operacionais referentes à área penitenciária.

Esta representa a VIII edição do Curso de Armamento e Tiro, Vigilância e Escolta (CAVE), já tendo sido realizada, além da capital, nas cidades de Dourados, Naviraí e Três Lagoas.

Tatyane Santinoni, Agepen

Fotos: Divulgação

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias