SOS INFORMATICA
Senado Federal

Reforma administrativa pode abrir espaço para investimentos, afirma Confúcio

Em pronunciamento nesta terça-feira (8), o senador Confúcio Moura (MDB-RO) afirmou que não há dúvidas de que a reforma administrativa é necessária ...

08/06/2021 21h11
Por: Redação
Fonte: Agência Senado
Reprodução Tv Senado
Reprodução Tv Senado

Em pronunciamento nesta terça-feira (8), o senador Confúcio Moura (MDB-RO) afirmou que não há dúvidas de que a reforma administrativa é necessária para tornar o Orçamento da União mais equilibrado e com mais espaço para os investimentos de que o Brasil precisa.

Segundo ele, de uma arrecadação anual em torno de R$ 1,5 trilhão, apenas R$ 100 bilhões sobram para investimentos em estradas e escolas, por exemplo. O restante é usado para o pagamento dos juros da dívida pública, de aposentadorias e pensões e de salários de servidores da ativa. Parte desse dinheiro também é transferida para estados e municípios por força da Constituição.

Nesse sentido, a reforma administrativa poderia reduzir as despesas previstas no Orçamento da União referentes aos servidores públicos federais da ativa, disse Confúcio.

Segundo o senador, no entanto, algumas categorias, integradas por pessoas influentes e com força política e apoio de sindicatos, não abrem mão de seus direitos, o que dificulta a implementação das mudanças que podem ajudar a reduzir os gastos com pessoal, ponderou.

— Ninguém quer tirar é nada. E como fazer reformas para sobrar dinheiro para investimento para o povo, para [reduzir] a desigualdade para o povo pobre? De duas maneiras: ou você faz uma força parlamentar forte e faz o que deve ser feito, cortando de todo mundo, sem privilégios, ou você vai fazendo cortes progressivos ao longo do tempo. Mas tem de ser feita essa reforma administrativa e outras reformas também, como a tributária e a do pacto federativo.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias