SOS INFORMATICA
Câmara dos Deputados

Comissões debatem vacinação para pessoas com doenças raras; acompanhe

Projeto tramita em caráter conclusivo e poderia seguir para o Senado, mas haverá recurso para análise em Plenário

08/06/2021 20h41
Por: Redação
Fonte: Agência Câmara de Notícias
Maior parte das pessoas afetadas pelas doenças raras são crianças - (Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)
Maior parte das pessoas afetadas pelas doenças raras são crianças - (Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)

As comissões de Seguridade Social e Família e a dos Direitos das Pessoas com Deficiência da Câmara dos Deputados realizam nesta terça-feira (8) audiência pública sobre a vacinação contra a Covid-19 para pessoas com doenças raras e cuidadores.

O debate acontece no plenário 12, a partir 14 horas, e pode ser acompanhado de forma interativa. Também é possível assistir diretamente pelo YouTube.

Confirmaram a participação no debate:
- a diretora da Associação Nacional do Ministério Público de Defesa dos Direitos dos Idosos e Pessoas com Deficiência (AMPID), Marlucia Evaristo de Almeida;
- a presidente da Federação das Associações de Doenças Raras do Norte, Nordeste e Centro Oeste (Fedrann), Mônica Aderaldo;
- a vice-presidente do Instituto Vidas Raras, Amira Awada;
- o técnico do Programa Nacional de Imunização (PNI) Tiago Dahrug Barros; e
- a servidora no departamento de Atenção Especializada e Temática (DAET) do Ministério da Saúde Suyanne Camille Caldeira Monteiro.

A deputada Rejane Dias (PT-PI), que pediu a audiência pública, lembrou que com a pandemia da Covid-19 tornou-se necessário debater o impacto do novo coronavírus nessa parcela da sociedade.

"Estima-se que entre 50% e 70% das pessoas afetadas pelas doenças raras são crianças. Cerca de 75% dos casos se manifestam ainda no início da vida, por volta dos cinco anos de idade – e são responsáveis por grande parte da morbimortalidade nos primeiros dezoito anos de vida", observou.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias