SOS INFORMATICA
BRASIL

Agravamento da Covid-19 no Brasil motiva carreata "Fora Bolsonaro" em Campo Grande

Gestão da Covid-19 no Brasil e mortes de pessoas por falta de oxigênio no Amazonas foram o estopim do protesto

18/01/2021 09h10
Por: Redação
Fonte: Correio do Estado
Carreata atraiu centenas de carros à Avenida Afonso Pena - Bruno Henrique
Carreata atraiu centenas de carros à Avenida Afonso Pena - Bruno Henrique

O agravamento da pandemia de Covid-19 no Brasil, com o atraso na chegada de vacinas e as mortes de pessoas infectadas no Amazonas, sem direito a oxigênio no tratamento, motivou um protesto com centenas de adesões na principal avenida de Campo Grande: a Avenida Afonso Pena.  

A principal palavra de ordem do movimento foi "Fora Bolsonaro”, em que os manifestantes pediam o impeachment do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido).  

A carreata contou com mais de 100 automóveis e pouco mais de 200 participantes, e percorreu as principais ruas do Jardim dos Estados, Chácara Cachoeira e Centro da capital de Mato Grosso do Sul.  

O movimento foi organizado no último sábado, por pessoas que julgaram estar incorformadas com o agravamento da pandemia de Covid-19 no Brasil, e o atraso das autoridades.  

“A carreta nasceu de forma espontânea, e sua organização cresceu através de um grupo de WhatsApp. Ela retratou a indignação das pessoas com a incompetência do governo federal no enfrentamento da pandemia, com o aumento generalizado dos preços do arroz e da carne, com o desemprego”, disse a advogada Gisele Marques, uma das participantes da manifestação. Ela coordena o movimento “Juristas pela Democracia”

Apesar do cunho apartidário, políticos foram vistos na carreata, como o deputado estadual Pedro Kemp (PT) e a vereadora Camila Jara (PT).  

Durante o trajeto, os manifestantes foram hostilizados por alguns dos defensores do governo de Jair Bolsonaro (sem partido).

A manifestação ainda resultou na criação de um movimento contra a gestão de Bolsonaro em Mato Grosso do Sul: o “Comitê Popular Fora Bolsonaro”.

“O momento exige saída das pessoas para demonstrar a insatisfação diante de um governo que pensa contrário ao bem coletivo. O vírus em si mata, mas é bem pior, a falta de atitude, a negação e a atuação contrária que impede cura”, disse a jornalista Cecília Paiva, que também esteve na manifestação. “Sair em carreata contra quem está contra nós, povo em geral, é lutar pela vida, por todas as vidas”, complementou.

Também houve carreatas em outras capitais brasileiras, como São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ) e Brasília (DF). 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias