SOS INFORMATICA
OPERAÇÃO ENTERPRISE

Operação da PF em MS e outros nove Estados "sequestra" mais de R$ 400 milhões do narcotráfico

23/11/2020 08h58
Por: Redação
Fonte: Dourados News

Operação Enterprise deflagrada na manhã desta segunda-feira (23/11) em 10 unidades da federação no intuito de 'sequestrar' mais de R$ 400 milhões de bens pertencentes ao crime organizado. As ações miram lavagem de dinheiro do tráfico de drogas da quadrilha, especializada no transporte de cocaína à Europa. 

Considerada a maior missão do ano no combate ao narcotráfico, ela atinge Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso, Pará, Minas Gerais, Rio Grande do Norte, Bahia e Pernambuco. 

São 149 mandados de busca e apreensão e 66 de prisão expedidos pela 14ª Vara Federal de Curitiba (PR). 

De acordo com a PF, entre os bens apreendidos estão aeronaves, imóveis e veículos de luxo. Há ainda a expectativa de que novos itens sejam identificados após o cumprimento das determinações judiciais.

Nos trabalhos de investigação foram apreendidas 50 toneladas de cocaína em portos do Brasil, Europa e África.

Ainda segundo a Polícia Federal, o esquema utilizado pelos criminosos consiste na lavagem de bens e ativos multimilionários no Brasil e no exterior com uso de laranjas e empresas fictícias.

Estrutura

A ação de hoje conta com 670 policiais federais e mais 30 servidores da Receita Federal.  

Em continuidade às ações de cooperação internacional, foram expedidas, ainda, difusões vermelhas na Interpol para a prisão de oito investigados que estão no exterior, bem como a identificação e sequestro de bens em outros países.

Enterprise

O nome da operação faz alusão à dimensão da organização criminosa investigada, que atua como um grande empreendimento internacional na lavagem de dinheiro e exportação de cocaína, o que trouxe alto grau de complexidade à investigação policial.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias