SOS INFORMATICA
Educação

Enem: Mais de 2 mil presos de São Paulo se classificam para faculdade

Para poder concorrer a vaga pelo Sisu, detentos não poderiam zerar redação ou tirar menos de 450 pontos em matemática

06/05/2021 16h35
Por: Redação
Fonte: R7
Mais de 2.400 presos de SP se classificaram no Enem para concorrer a vaga no Sisu - (Foto: Reprodução )
Mais de 2.400 presos de SP se classificaram no Enem para concorrer a vaga no Sisu - (Foto: Reprodução )

No sistema penitenciário de São Paulo, 2.444 presos conseguiram se classificar no Enem PPL (Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade) para concorrer a uma vaga no ensino superior, segundo informou o governo do estado nesta quinta-feira (6).  

Os classificados tiveram média em matemática igual ou superior a 450 pontos e não zeraram em redação. Agora podem concorrer  a uma vaga no ensino superior no segundo semestre deste ano, a partir do Sisu (Sistema de Seleção Unificada), ou bolsa via ProUni (Programa Universidade para Todos) ou Fies (Fundo de Financiamento Estudantil).

A prova foi realizada em fevereiro deste ano e os inscritos tiveram a oportunidade de fazer um cursinho preparatório antes de fazerem o exame. A SAP (Secretaria de Administração Penitenciária), juntamente com o CRSC (Grupo de Capacitação, Aperfeiçoamento e Empregabilidade da Coordenadoria de Reintegração Social) proporcionou 160 horas de aulas a distância.

Foi realizado um cronograma de estudos com 100 videoaulas, apresentações de PowerPoint, listas contendo exercícios com diversas questões e 20 propostas de redação, além de um manual para correção de textos.

Além disso, a SAP fez uma parceria com Secretaria de Estado da Educação e agora incentiva que os alunos deem continuidade aos estudos. Atualmente, 17.179 estão estudando dentro das unidades, tanto no ensino fundamental e médio, por meio de parceria com a secretaria, quanto no ensino superior via EAD.

 

 

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias