SOS INFORMATICA
CAPITAL

Morto por advogado em acidente, Luciano estava na PM havia 6 anos

Soldado foi atingido por um veículo na Avenida Ministro João Arinos

20/10/2020 07h56
Por: Redação
Fonte: MIDIAMAX
Imagem mostra policial chorando de alegria no dia de sua formatura com PM. Foto: Divulgação
Imagem mostra policial chorando de alegria no dia de sua formatura com PM. Foto: Divulgação

Vítima de acidente fatal ocorrido na madrugada desta segunda-feira (19), em Campo Grande, o soldado Luciano Abel de Carvalho, de 25 anos, estava na  há 6 anos. Por meio de nota publicada no site oficial, a corporação lamentou o ocorrido e prestou solidariedade aos amigos, colegas de trabalho e familiares.

“O Comando da PMMS externa condolências aos amigos e familiares do Soldado Luciano, rogando a Deus que os conforte neste momento difícil”, diz a nota. Conforme noticiado, o militar seguia de moto pela Rua Centauria, por volta das 4 horas, e acessava a Avenida Ministro João, quando foi atingido por um carro.

O motorista do automóvel, um advogado de 37 anos, seguia pela avenida e não foi capaz de evitar a colisão. Luciano foi arremessado para o canteiro central, não resistiu aos ferimentos e morreu. O advogado não tinha carteira de habilitação e estava embriagado. Ele tentou fugir, mas foi preso e encaminhado a uma sala de Estado-Maior no Presídio Militar Estadual.

Confira a nota da PM na íntegra

É com imenso pesar que a  do Estado de  comunica o falecimento do Soldado QPPM Luciano Abel de Carvalho Nunes, que ocorreu na data de hoje (19/10).

O policial militar ingressou na PMMS em 22 de setembro de 2014 e atualmente estava lotado no Batalhão da  de Guarda e Escolta.

 

Contando com 06 anos e 1 mês de efetivos serviços prestados à Instituição, o militar foi vítima de acidente de trânsito.

O Comando da PMMS externa condolências aos amigos e familiares do Soldado Luciano, rogando a Deus que os conforte neste momento difícil.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias