SOS INFORMATICA
COVID-19

Ministério da Saúde encaminhou 66 mil testes de coronavírus sem registro da Anvisa para MS

No entanto, SES afirma que não houve problemas com os testes realizados pelo Lacen

07/09/2020 08h49
Por: Redação
Fonte: MIDIAMAX

 recebeu 66,7 mil testes para coronavírus que foram distribuídos pelo Ministério da Saúde sem o registro da  (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). A SES (Secretaria de Estado de Saúde) ressalta que não houve problemas com os testes realizados pelo Lacen (Laboratório Central de ).

Uma reportagem publicada pelo jornal O Globo nesta semana denunciou a  feita pelo Ministério da Saúde de um lote de testes com pedido de registro indeferido pela . Os testes foram distribuídos a laboratórios públicos para detecção de Covid-19, incluindo 

 indeferiu o pedido de registro dos testes, mas os testes foram enviados a laboratórios centrais de saúde pública do país mesmo assim. Foram 1,93 milhões de testes distribuídos, o investimento total soma o valor de R$ 208 milhões.

O teste é o ‘Biomol Onestep/Covid-19’, do tipo RT-PCR. O teste analisa as partículas de vírus no organismo a partir da coleta por swab, que é colocado na narina do paciente. De acordo com a SES,  recebeu 66.720 testes deste tipo e 60.576 já foram usados. 

“A Secretaria de Estado de Saúde destaca que nunca houve problemas com os testes realizados pelo Lacen/MS. Todo exame realizado pelo Lacen/MS é colocado um controle junto das amostras para ter certeza de que a reação foi validada”, disse em nota.

 disse à reportagem que “alguns produtos” estão autorizados a serem utilizados sem registro, “no contexto das excepcionalidades da pandemia”.

 

 já realizou 217,7 mil testes para coronavírus desde o início da pandemia. Há 53.406 casos confirmados da doença e 967 mortos. Há 44.017 pacientes curados de Covid-19.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias