SOS INFORMATICA
CRIME AMBIENTAL

Mulher terá que pagar multa de 91,5 mil após desmatar área no Pantanal

15/07/2020 16h34
Por: Redação
Fonte: Dourados News

Mulher de 30 anos, residente em Corumbá, foi atuada em mais de R$ 90 mil por desmatamento e exploração ilegal de madeira no Pantanal, em região de propriedade rural próxima a MS-178, em Campo Grande. 

Conforme a PMA (Polícia Militar Ambiental) equipe realizava fiscalização na área situada cerca de 20 km da sede do capital, quando constatou o fato por meio de levantamentos com uso de drone, GPS e imagem de satélites.

Com uso de máquinas, a proprietária havia desmatado uma área de 12 hectares de vegetação nativa, medidos em GPS. 

Para saber como era a vegetação anteriormente ao desmate, os policiais fizeram comparação de imagens de satélites e verificaram que a vegetação no local era de grande porte e formava copas, fato também confirmado pelas árvores que estavam em leiras no local e pela vegetação próxima a área desmatada e por sobrevoo de drone.

As árvores foram arrancadas pela raiz e a madeira seria explorada. Só de aroeira, considerada uma espécie nobre foram encontradas 160 árvores de grande porte nas leiras. Tudo era realizado sem licença ambiental. Uma máquina pá-carregadeira que juntava as árvores caídas nas leiras foi apreendida.

A infratora foi atuada administrativamente e multada em R$ 91.5 mil.

Ela também responderá pelo crime ambiental de desmatamento e exploração de madeira, que prevê pena de seis meses a um ano de detenção.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias