SOS INFORMATICA
COVID-19

“Muito usado para gado”, diz Mandetta sobre ivermectina

Ex-ministro da saúde disse que é necessário cuidado com uso de remédios sem comprovação científica

09/07/2020 14h10
Por: Redação

Ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, demonstrou preocupação com uso de diferentes tipos de remédios para o tratamento e prevenção do coronavírus, mas sem eficácia comprovada cientificamente. Ele participou de audiência pública na Câmara Municipal de Campo Grande nesta quarta-feira (8), sobre a pandemia.

“Deve se ter muito cuidado. Tem muitos que defendem a cloroquina, tem muitos que defendem a ivermectina, que é um remédio aqui no nosso Estado muito conhecido porque entrou pelo uso veterinário, depois foi para uso humano, então ele é muito usado para gado. Tem os que defendem o Anitta, tem outros que defendem a heparina, tem outros que defendem o corticoide”, disse Mandetta.  

Ele afirmou ainda que essa gama de remédios não garantem resultado contra a Covid-19, porque estão no mercado com resultados comprovados para outras doenças.  

Nos últimos dias, o anúncio da prefeitura sobre a adoção de um protocolo do chamado kit prevenção, com uma série de medicamentos para uso em casos suspeitos de Covid, gerou uma corrida nas farmácias e a ivermectina já está em falta na Capital.  

“O fato é que a ciência não tem ainda uma resposta absoluta, não existe uma substância que tenha sido desenvolvida para esta doença. Então ficam tentando pelo erro e tentativa”, disse o ex-ministro, sobre os vários tipos de remédios que são testados.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias