SOS INFORMATICA
Dourados

Prefeitura de Dourados garante que não haverá lockdown e monitoramento de pessoas com covid irá melhorar

15/06/2020 08h56
Por: Redação
Fonte: 94 FM

A prefeitura de Dourados  não terá lockdown nos próximos dias. A informação foi confirmada pelo assessor especial da prefeitura, o advogado Alexandre Mantovani, durante entrevista neste domingo (14) ao radialista Marçal Filho.

Por conta do aumento de casos de coronavírus e da elevação na taxa de ocupação de leitos destinados ao tratamento de pacientes suspeitos nas últimas semanas,  o promotor de Justiça Ricardo Rottuno requisitou à Prefeitura de Dourados barreiras sanitárias, isolamento/distanciamento social, ampliação de leitos, e acompanhamento de pacientes suspeitos e confirmados.

 

O promotor pediu que providências  devem ser adotadas no prazo de até 48 horas  pelo poder público municipal como estratégia para evitar o avanço exponencial dos casos, como vem ocorrendo, de modo a impedir que o sistema de saúde entre em colapso.

Mantovani disse na entrevista que a prefeitura irá melhor o acompanhamento das pessoas que estão com a doença. Parentes de pacientes com covid-19 têm reclamado que, após a confirmação da doença, "são esquecidos" pela saúde do município. 

Registros

 

Com mais 104 exames positivos para o novo coronavírus (Covid-19) nas últimas 24 horas, o número de casos confirmados da doença em Dourados chega a 1.138. As informações foram apresentadas neste domingo em boletim epidemiológico da Prefeitura.

 

Dos 1.138 casos confirmados, 774 estão em isolamento domiciliar, 332 estão sem sintomas e já estão recuperados e 31 estão internados, sendo 16 em enfermaria e 15 em UTI.

 

Mortes 

Neste sábado,  Dourados registrou duas mortes por coronavírus de moradores da cidade. Uma delas é de uma auxiliar de enfermagem de 55 anos, trabalhadora na farmácia do posto Vila Rosa. Ela tinha diabetes e doença cardiovascular crônica. A outra é de uma mulher de 65 anos, com problemas de hipertensão e diabetes.  

Agora, o município passa a ter quatro mortes em decorrência do coronavírus. A primeira vítima foi um caminhoneiro de 56 anos, que passou mal durante viagem e morreu no Tocantins. A outra é de uma venezuelana de 27 anos, que morada na cidade há quase dois anos. 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias