SOS INFORMATICA
Carros

Volvo x BMW, as marcas de luxo que mais cresceram nos últimos anos

Saiba um pouco mais sobre essas duas famosas e renomadas marcas

22/05/2020 07h57Atualizado há 6 meses
Por: Redação
Imagem: Pixabay
Imagem: Pixabay

A princípio, o mercado de veículos premium atravessa momentos complicados no país. De fato, devido sobretudo a pandemia do novo coronavírus, as vendas de veículos em geral por si só já caíram drasticamente e isso é ainda mais intenso quando o assunto é os carros de luxo. A propósito, Volvo, BMW, Audi, Mercedes Benz, Audi e Land Rover cresceram pouco esse ano.

Aliás, dos 0,23% de crescimento apresentados pelas marcas de luxo citadas acima, a Volvo e a BMW encabeçaram sozinhas uma ótima taxa de crescimento, que vem se apresentando desde 2018.

Mas quais são os números e a situação de cada uma dessas duas marcas aqui no Brasil? Que atributos os veículos dessas empresas são oferecidos para o público consumidor? É o que será explicado adiante.

A Volvo no Brasil e os seus atributos

A montadora de luxo Volvo teve um desempenho formidável nos últimos anos e particularmente nesse ano. Em comparação com os anos anteriores, a marca teve surpreendentes 96% de crescimento. No ano passado, ela vendeu milhares de unidades no mercado nacional, simplesmente o dobro dos anos anteriores.

Levando-se em consideração todo o mercado brasileiro, somente a montadora Caoa Cherry cresceu mais do que a Volvo, com impressionantes 131% de avanço. No entanto, cabe salientar que as duas montadoras ocupam posições bastante distintas quando o assunto é o grau de requinte dos veículos. A Caoa  Cherry situa-se entre os mais populares e vende um dos modelos mais baratos do Brasil, o conhecido QQ.

Por outro lado, a Volvo, conforme já citado anteriormente, é uma montadora de luxo, com versões cujos preços custam mais do que R$400 mil, como o XC90, por exemplo. Aliás, um dos modelos que impulsionaram as vendas da Volvo por aqui foi o SUV XC40.

Esse modelo foi lançado no mês de março, porém a versão T4, com um valor mais em conta (algo em torno de R$170 mil), chegou em agosto. Desde esse momento, as vendas desse modelo dispararam e ela conquistou a liderança no segmento premium em uma infinidade de países.

A Volvo é uma marca considerada visionária. Independente do motivo, o fato é que a marca conseguiu se dar muito bem. Algumas das inúmeras razões que fizeram com que a Volvo tivesse mais espaço no mercado e conseguisse vender mais é justamente o fato dela ter preços bastante competitivos.

Agora, como não há limites para importações, esses números só tendem a crescer. Além disso, as novas gerações dos veículos da marca vieram com muito mais tecnologias, mais modernas e avançadas.

Com relação aos atributos dos carros da marca, os veículos da Volvo são embebidos em luxo, sofisticação e requinte, nos mais variados quesitos. São designs sempre muito rebuscados, encorpados, inteligentes, suntuosos.

Mas nem só de beleza e requinte vivem os modelos da Volvo. Para aqueles que estão interessados em adquirir um Volvo, deve saber que os modelos dessa marca apresentam uma ótima estabilidade, além de uma potência avassaladora.

O desempenho da BMW no Brasil e a qualidade dos modelos

Aqui no Brasil, ainda mais do que a Volvo, a marca que exibiu a maior quantidade de vendas foi a BMW. No ano de 2019, por exemplo, foram cerca de 5.786 carros emplacados, sendo que desses foram 2019 exemplares do X1, 772 do Série 3 e 640 do X2. Aliás, os dois primeiros modelos são montados em terras brasileiras, no estado de Santa Catarina, enquanto que o último é importado.

A expectativa é que esses números aumentem ainda mais com o início da produção nacional de alguns modelos, programados para o fim do semestre. Mas, no geral, a BMW só perde em volume de vendas para a Mercedes. Em outras palavras, a BMW é a vice-líder em termos de vendas aqui no país.

A propósito, mesmo sendo a vice-líder, a BMW cresceu ainda mais que sua rival Mercedes no ano passado. De fato, ela vendeu 2.168.516 de veículos, aproximadamente 2% a mais do que no ano de 2018.

O destaque especial em termos de vendas foi a linha de utilitários da família X, com 958.732 unidades vendidas, o que representa 21% a mais do que o ano anterior. Os modelos mais luxuosos da marca (série 7, 8 e X7) fizeram com que a marca BMW ultrapassasse as 100 mil unidades no segmento mais sofisticado.

No que tange aos carros elétricos, por exemplo, a marca ultrapassou novamente a faixa das 140 mil unidades comercializadas, um aumento de 2,2% a mais do que o ano anterior. Aliás, somando-se as vendas do i3 e i8, foram 42.073 unidades vendidas.

Passando as 100 mil unidades pelo 2º ano seguido, a linha de esportivos M cresceu mais de 30% e superou as vendas do esportivo da Mercedes.

A BMW foi a marca mais vendida no segmento de luxo entre os anos de 2005 e 2015. Em 2018, ela emplacou 517.447 unidades nos três primeiros meses de 2018. O avanço foi de 2,8% em comparação com 2017, o que permitiu que a marca alcançasse a segunda posição no ranking de vendas. Devido ao desempenho formidável de 2018 para cá, a BMW conseguiu se manter na vice-liderança do ranking de vendas.

Por conta do lançamento de novas gerações dos modelos que foram sucessos de vendas aqui no Brasil, como a série 3 e X1, a BMW encerrou o ano de 2019 com 13,1 mil emplacamentos no mercado nacional e um crescimento de 15,6% em comparação com 2018, representando praticamente um quarto, 25% das vendas do segmento.

Os carros da BMW são reconhecidamente de qualidade, não apenas por conta de seu design inteligente, sedutor e inconfundível, mas pelo nível de requinte do interior do veículo e pela tecnologia de ponta empregada em todo o veículo. Quem quer comprar um BMW e pode ter certeza que terá em mãos o que há de mais avançado em termos de tecnologia e mecânica.

Agora você entender por que a Volvo e a BMW são as marcas de luxo que tiveram o maior crescimento nos últimos anos aqui no Brasil. 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias