SOS INFORMATICA
CRIME

Investigador é preso por estuprar detenta dentro de delegacia

Ele dava aparelho celular para comprar silêncio de outro presos

14/04/2022 14h39
Por: Michael Franco
Foto: Sidrolândia News
Foto: Sidrolândia News

O investigador da Polícia Civil, Elbesom de Oliveira, foi preso nesta terça-feira (12) acusado de estuprar uma detenta no interior da Delegacia de Sidrolândia. Ele ainda ofereceu aparelho celular aos outros presos para que eles não contassem o ocorrido. No entanto, de acordo com o Campo Grande News, o crime só foi descoberto porque os detentos delataram o policial para a delegada responsável.

Segundo relato dos presos, o investigador tirou a vítima da cela e a levou para a Sala Lilás, espaço dedicado ao atendimento de mulheres vítimas de violência, e abusou sexualmente dela no local.

Conta no boletim de ocorrência que naquela noite, os detentos escutaram a mulher chorando muito e perguntaram o que havia ocorrido, quando ela contou que o policial a estuprou. Os presos então questionaram o servidor que, primeiramente, negou o ocorrido e alegou que a presa estava menstruada e por isso a retirou da cela.

Tempo depois o investigador entregou celular aos detentos como forma de comprar o silêncio deles. O aparelho foi entregue como prova do acontecimento. 

A vítima prestou depoimento abalada e chorando. No relato para a delegada, ela contou que o investigador disse que seu advogado estaria na delegacia querendo vê-la. Ele então a retirou da cela e a levou para a sala. O policial a obrigou a fazer sexo oral nele entre outras coisas e que teria ejaculado na própria mão, não deixando vestígios.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários