SOS INFORMATICA
Barbaridade

Antes de ir para presídio, mãe que matou filha de dez anos põe celular na vagina

Ela voltou ao local do crime duas vezes para conferir se a criança estava morta.

23/03/2020 08h39
Por: Redação
Fonte: TopMídiaNews

Emileide Magalhães, 30 anos, confessou a morte da filha Gabrielly, de dez anos, ocorrida neste sábado (21), por estrangulamento, em Brasilândia. Ao saber que iria para um presídio, a mulher escondeu um celular dentro da vagina.

Conforme o Perfil News, a revelação e confissão do assassinato só ocorreram neste domingo e foi registrada no depoimento à Polícia Civil. Ela contou que levou a filha para uma estrada vicinal, perto do lixão da cidade, e a estrangulou com um pedaço de fio. Em seguida, a enterrou de cabeça para baixo e voltou para a cidade, onde foi tomar cerveja em uma conveniência. Ela chegou a voltar ao local do crime para ver se a pequena estava morta. Como não estava, jogou mais terra na cova da filha.

Cúmplice

 

O filho mais velho de Emileide, um adolescente de 13 anos, é suspeito de ajudar no crime. Ele contou que a irmã foi assassinada porque era abusada pelo padrasto e a mãe teria tido ciúmes ou queria evitar que Gabrielly o denunciasse.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias