SOS INFORMATICA
Mato Grosso do Sul

Fernando Rufino e Debora Benevides estreiam hoje na paracanoagem da Paralimpíada de Tóquio-2020

Hoje tem mais Mato Grosso do Sul na Paralimpíada de Tóquio-2020. Após o brilho de Yeltsin Jacques e Silvânia Costa no paratletismo, é a vez de Fern...

01/09/2021 18h55
Por: Redação
Fonte: Secom Mato Grosso do Sul
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Hoje tem mais Mato Grosso do Sul na Paralimpíada de Tóquio-2020. Após o brilho de Yeltsin Jacques e Silvânia Costa no paratletismo, é a vez de Fernando Rufino  e Debora Raiza Benevides estrearem nesta quarta-feira (01), a partir das 20h50 (horário de MS), no maior evento esportivo do planeta, na paracanoagem. As provas serão transmitidas ao vivo pelo canal oficial do Comitê Paralímpico Internacional no YouTube(clique aqui para acessar).

Este será o primeiro dia da modalidade na competição. As chances de medalha para o Brasil são grandes na competição que será no canal deSea Forest Waterway, localizado a 15 quilômetros da capital japonesa. Os sul-mato-grossenses começam nas provas eliminatórias e buscam vagas para as semifinais. Mais de 90 atletas de 30 países estarão na briga. A equipe brasileira vai com sete.

Nascido em Eldorado mas foi criado em Itaquiraí (MS), Fernando Rufino de Paulo, conhecido como “Cowboy de Aço”, participa de sua primeira Paralimpíada. O beneficiário do Bolsa Atleta, programa do Governo do Estado, coordenado pela Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), começa na água às 20h50 (de MS), para disputar a prova classificatória dos 200 metros KL2 (caiaque para atletas com deficiência física que utilizam braços e tronco na remada).

Mais tarde, às 22h10 (de MS), o sul-mato-grossense também vai lutar pela classificação nos 200 metros da classe VL2 (canoa). Os próximos compromissos do paracanoísta de 36 anos em Tóquio, todos no horário de MS, podem ser:

  • Semifinal masculina KL2 200 m:quinta-feira (2), às 20h58
  • Final masculina KL2 200 m:quinta-feira (2), a partir das 22h10
  • Semifinal masculina VL2 200m:sexta-feira (3), às 20h58
  • Final masculina VL2 200m:sexta-feira (3), a partir das 22h12

O sonho do Cowboy em vestir a camisa verde e amarela em Jogos Paralímpicos poderia ter iniciado em 2016, no Rio de Janeiro, edição que marcou a estreia da paracanoagem no programa paralímpico. No entanto, Rufino acabou ficando de fora quando os seus exames apontaram problemas cardíacos. “Agora, acho que a minha conquista será dobrada. Uma medalha da Rio 2016 e outra em Tóquio”, promete o paratleta de Mato Grosso do Sul.

Já Debora Benevides competirá nos 200 metros da classe VL2 (canoa). A campo-grandense de 25 anos dará sua primeira remada na capital japonesa nesta quarta-feira, às 20h40 (de MS), pela bateria classificatória. Se passar, disputará a semifinal nesta quinta-feira (2), às 20h44 (de MS). A final acontece no mesmo dia, às 22h02 (de MS).

Esta é a segunda Paralimpíada de Debora. A paratleta representou o Brasil na Rio-2016 e terminou em nono lugar na prova dos 200 metros KL2. Agora, ela buscará a primeira medalha. “A medalha olímpica muda sua vida, muda sua história e faz de você um grande atleta, mas, sendo sincera, acho que estar aqui e competir ao lado das melhores do mundo já é uma grande vitória. Afinal, chegamos aonde chegamos. Essa é a melhor sensação de todas”, confessa a paracanoísta.

Lucas Castro, Fundesporte

Foto de destaque: Divulgação/ICF/Planet Canoe

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias